IV Mostra Sururu de Cinema Alagoano (2014)

V Mostra Sururu de Cinema Alagoano (2014)

JURADOS:

O júri da mostra V Sururu de Cinema Alagoano foi formado pelo cineasta e curador do Curta Cinema — Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, o carioca Andy Malafaia, pelo montador pernambucano João Maria e pelo jornalista e crítico de cinema paulista Sérgio Alpendre. Confira a lista completa.

 FILMES SELECIONADOS:

Metafilmagem
[Coletivo Profanarte, exp, 11min, 2014]

Sinopse
[Wladymir Lima, fic, 6min, 2014]

Escavacados
[Direção Coletiva, doc, 5min, 2014]

Fim da Linha
[Charles Northrup, doc, 11min, 2013]

Aplausos
[Alice Jardim, outro/poema audiovisual, 1min, 2014]

Um quarto de vida
[Victor Lima e Vítor Beltrão, fic, 11min, 2014]

Fofoca
[Bruno Lopes e Canel Júnior, fic, 4min, 2014]

Nelson dos Santos
[Albert Ferreira e Paulo Silver, doc, 19min, 2014]

Cria de Ninguém
[Amanda Duarte, doc, 5min, 2014]

Liberem a Maria Juana
[Fabiano Amorim, doc, 16min, 2014]

3 Mercados
[Carlos Augusto e Janderson Felipe, doc, 8min, 2014]

Não Olhe, Veja Bem
[José Soares, outro/poema audiovisual, 4 min]

Entre Céus
[Alice Jardim, doc, 12min, 2014]

A Grama Mais Verde
[Reuel Albuquerque e Wagner Sampaio, fic, 18min, 2014]

Ela
[Nivaldo Vasconcelos, doc, 8min, 2014)

Águas no Muquém – sobreviventes de uma enchente
[Direção Coletiva, doc, 24min, 2013]

Diluída
[Alice Jardim, exp, 2min, 2013]

Geração Z Rural
[Mel Vasconcelos, doc, 15min, 2013]

A Gente não Combina com Essa Sala
[Nivaldo Vasconcelos, fic, 11min, 2014]

Atirou para Matar
[Nuno Balducci, fic, 15 min., 2014]

Noturna
[Nivaldo Vasconcelos, fic, 16 min., 2014]

Dialetos
[Weber Salles, animação, 15m., 2014]

Guerreiros
[Arilene de Castro, 22m., doc, 2014]

Dezembro
[Dario Junior, fic, 18min, 2014]

 

EXIBIÇÕES HORS CONCOURS:

Valleria Brasil
[Almir Guilhermino, doc, 13min, 2014]

Mais que Traços e Cores – Em Memória de Roberto Ataíde

[Claudio Manoel Duarte de Souza, doc, 24min, 2014]

Tempo de Cinema [Rafhael Barbosa, doc, 30 min, 2014)

 

PREMIADOS:

PRÊMIO ALGÁS DE MELHOR CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO: Atirou para Matar, de Nuno Balducci

PRÊMIO ALGÁS DE MELHOR CURTA-METRAGEM EM DOCUMENTAL: Entre Céus, de Alice Jardim

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI: Nelson dos Santos, de Albert Ferreira e Paulo Silver

MENÇÃO HONROSA: Geração Z Rural, de Mel Vasconcelos

MELHOR FOTOGRAFIA: Alice Jardim, por Entre Céus

MELHOR ROTEIRO: Nuno Balducci, por Atirou para Matar

MELHOR DIREÇÃO: Nuno Balducci, por Atirou para Matar

MELHOR ATOR: Bruno Alves, por A Gente Não Combina com essa Sala

MELHOR ATRIZ: Lorena Barbosa, por Noturna

MELHOR TRILHA SONORA: Weber Salles Bagetti, por Dialetos

MELHOR MONTAGEM: Alice Jardim, por Entre Céus

MELHOR DESENHO DE SOM: Solon Ferreira, por Fim da Linha

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE: Thauana Ferreira e Nivaldo Vasconcelos, por A Gente Não Combina com Essa Sala

MELHOR PLANO CINEMATOGRÁFICO: o conjunto de planos de Nelson dos Santos

 

JUSTIFICATIVAS

 

FICÇÃO – Pela construção cerebral de sua história, pelo rigor dos enquadramentos e pelo belo conjunto técnico o melhor filme de ficção é ATIROU PARA MATAR

DOCUMENTÁRIO – Ao reapresentar origens de forma inventiva, resgatando textos históricos e sobrepondo telas a novas imagens, o melhor curta de documentário vai para ENTRE CÉUS

DIREÇÃO – É possível identificar neste filme o enorme cuidado na construção de uma mise-en-scene inventiva e nada óbvia. O prêmio de direção vai para Nuno Balducci, por ATIROU PARA MATAR.

ATRIZ – A grande naturalidade, um poder de atração, bem como a entrega de si mesma ao papel faz com que a melhor atriz seja LORENA BARBOSA, por NOTURNA.

ATOR – Pela capacidade de interação com a proposta radical do filme o prêmio de melhor ator vai para BRUNO ALVES, por A GENTE NÃO COMBINA COM ESSA SALA.

DESENHO DE SOM – Ao utilizar-se do som de forma incisiva na construção da paisagem de seu filme, o melhor desenho de som vai para FIM DA LINHA.

TRILHA SONORA – Ao pontuar o ritmo de sua história e se tornar literalmente um elemento da narrativa, a melhor trilha sonora vai para o filme DIALETOS.

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – A representação afetiva de seu personagem e seu ofício num filme de grande qualidade técnica o prêmio especial do júri vai para NELSON DOS SANTOS.

MENÇÃO HONROSA – Por mostrar uma realidade desconhecida e por sua grande capacidade de comunicação com a juventude o filme GERAÇÃO Z RURAL recebe menção honrosa.

FOTOGRAFIA – Ao usar com invenção a fotografia, de forma a colaborar efetivamente com sua construção fílmica, o prêmio de fotografia vai para ENTRE CÉUS.

ROTEIRO – Por buscar a fragmentação na construção da narrativa, em múltiplos pontos de vista, o prêmio de roteiro vai para ATIROU PARA MATAR.

MONTAGEM – Pela articulação orgânica de seus múltiplos registros o prêmio de melhor montagem vai para ENTRE CÉUS.

DIREÇÃO DE ARTE – O uso inovador dos cenários de forma a potencializar o discurso do filme faz com que o prêmio de melhor direção de arte vá para A GENTE NÃO COMBINA COM ESSA SALA.

PLANO – O belíssimo trabalho na composição dos quadros, de forma clássica, faz com que o conjunto de planos de NELSON DOS SANTOS receba o prêmio

 

nov 10, 2015 | Posted by | 0 comments

Add Your Comment

Your email address will not be published.

Premium Wordpress Themes by UFO Themes